.Police (00 351) 213 574 566 International Crimestoppers 00 44 18 83 73 13 36.

.ALICE.

Domingo, 23 de Setembro de 2007

A mãe não deitou uma única lágrima

Madeleine brincou com o pai na praia, junto aos baloiços, e comeu um gelado. Parecia feliz e nada faria antever a tragédia que se abateria horas depois, tornando este caso num dos desaparecimentos de crianças com maior impacto mediático em todo o Mundo.

“Estavam todos juntos. Apenas as crianças comeram o menu infantil – a Madeleine pediu esparguete à bolonhesa, enquanto os adultos beberam cerveja. Não houve grandes excessos e pareciam famílias normais. Só prestámos atenção ao caso no dia seguinte, quando soubemos do desaparecimento da criança”, contou ao CM um dos empregados que serviram o grupo.


O suporte magnético a comprovar a estadia dos McCann no restaurante Paraíso foi entregue às autoridades na semana seguinte. A confirmar o que já havia sido testemunhado pelos funcionários do restaurante, Madeleine deixou o Paraíso pelas 18h15 e regressou ao apartamento, no Ocean Club. Uma imagem de grande qualidade foi captada quando a menina se encontrava junto à arca dos gelados com o pai. Escolhia a sobremesa, e a câmara, colocada naquele local, registava o último momento da criança com vida que foi captado.

O mistério começa a partir desse momento. O que aconteceu entre as 18h30 e as 20h00 é a grande dúvida dos investigadores da Polícia Judiciária, que defendem a tese de acidente e acreditam que Madeleine morreu pouco tempo depois de ter deixado o bar de praia.

“Eles entraram no restaurante por volta das 20h00. Era um grupo grande e todos os dias jantavam no Tapas. Fizeram-no mais uma vez nesse dia, e não achámos nada de estranho”, contou depois ao CM um empregado do restaurante que serviu o casal.

Kate, Gerry e os amigos estavam numa mesa oval, bem no centro do Tapas, o restaurante do Ocean Club. Antes de jantar pediram aperitivos (‘daikiris’ de morango) e só depois das 21h00 é que as refeições começaram a chegar à mesa. O grupo estava animado e ninguém supunha que horas depois fosse dado o alerta do desaparecimento da criança.

“Já não consigo dizer o que jantaram. Nem sei exactamente quem se levantou da mesa e quando o fizeram. A única coisa de que tenho a certeza é que não iam de 15 em 15 minutos ver as crianças aos quartos”, continuou outro empregado do mesmo restaurante, lembrando que o maior espanto quando o alerta do desaparecimento foi dado foi saber que o grupo tinha crianças. “Nunca os vimos com os miúdos. Os McCann e os amigos vinham sempre sozinhos. Presumimos agora que as crianças ficavam sempre a dormir nos quartos sozinhas.”

21h00, o jantar é servido. Um dos funcionários recorda-se que nesse momento um dos elementos do grupo não estava na mesa. Pela descrição física coincide com Russel O'Brien, o médico que, ouvido pela PJ, garantiu ter ido ao quarto de Madeleine sensivelmente àquela hora. “Disse ‘recordo-me’ porque ele não estava na mesa quando veio a comida. Alguém do grupo nos pediu para guardarmos a refeição, que ele estava a chegar. Foi o que fizemos, e o homem foi servido uns minutos mais tarde”.

Pouco passava das 22h00 quando tudo se precipitou. Kate foi ao quarto e gritou da varanda. Os empregados não conseguem recordar-se de quantos minutos antes a mãe de Madeleine saiu da mesa. Só sabem que, quando pede ajuda, Kate já estava junto à casa, com uma das mulheres do grupo. Parecia histérica e só dizia que alguém levara Madeleine. “Estava aos gritos. Parecia histérica e dizia que tinham roubado a miúda. Toda a gente saiu da mesa e gerou-se a confusão. Com tudo a ir para o apartamento ver o que se passava.”

O mesmo empregado acabou por chamar a GNR pelas 22h40. Já teriam passado mais de 30 minutos sobre a altura em que foi dado o alerta do desaparecimento da menina e, sabe-se agora, já Kate tinha ligado para a Sky News. Também Pamela Fenn, vizinha de cima, perguntara se precisavam de ajuda. Disponibilizara-se para alertar as autoridades mas a sugestão terá sido declinada por Kate, que demorou mais de meia hora a pedir auxílio.

“O que mais estranhei foi que a mãe nunca saiu do apartamento. Andámos todos nas redondezas à procura da miúda. Corremos tudo e ela ficou na casa. É claro que abalada mas sem procurar a filha.”

23h00. Os responsáveis do Ocean Club chegam ao apartamento. A GNR já enviou para o local dois elementos que não falam inglês.Tentam perceber o ocorrido, ouvem as explicações dos funcionários e, incrédulos, avisam a PJ para a possibilidade de rapto.

“Nesse tempo a mãe não deitou uma única lágrima. O que mais me chocou foi que só percebi que se tratava da filha da Kate quando ela entregou os documentos ao GNR. Até aí não tinha percebido que aquela era a mãe”, continua outra testemunha ao CM, recordando que nas horas seguintes Kate se manteve no apartamento.

“Nunca procurou a filha. Estava relativamente calma, falava com outras mulheres do grupo. O Gerry parecia mais afectado, corria pela rua e gritava o nome da Madeleine.”

Pelas 02h00, os elementos da PJ pedem ao casal McCann que abandone o apartamento. Queriam fazer a inspecção no local, recolher vestígios que consolidassem a tese de rapto. “Foi uma das amigas que foi buscar os gémeos. Continuavam a dormir profundamente, mesmo com aquela confusão, e foram levados ao colo para outro quarto. Nunca acordaram e nem se aperceberam do que aconteceu”, acrescentou a mesma testemunha, que diz não ter visto o peluche que mais tarde Kate passou a usar como amuleto no quarto de onde a criança desapareceu.

A reconstituição feita pelo CM mostra ainda que a porta da sala, nas traseiras do apartamento onde dormia Maddie e os irmãos, estava aberta. “Era por ali que iam ver os miúdos. A persiana estava aberta e bastava abrir as janelas para entrar na casa. Se alguém o tivesse feito eles não conseguiam vê-lo a partir do restaurante. E por isso não se percebe como deixavam os miúdos sozinhos”, continua outra testemunha.

CM 22/09/07


tags:
publicado por arco íris às 01:36

link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Silêncio Culpado a 23 de Setembro de 2007 às 14:28
È difícil perscrutar a alma humana porque há muita penumbra a ser filtrada. O facto de uma mãe não chorar, em meu entender, não é significativo. Há dores que nos deixam sem lágrimas e as reacções também divergem de pessoa para pessoa. Já não me parece tão natural a postura muito virada para a imagem que transmite, muito concentrada no seu papel. Tenho um filho e um neto de 18 meses. Por muito autodomínio que tenha, e até tenho, sei que não conseguiria passar por várias situações idênticas com aquela compostura. Recordo Mário Soares quando o filho teve o acidente de avião e ele como PR estar, e continuar, com as visitas oficiais a vários países. Mas quando lhe foi permitido ver o filho Mário Soares disse: "Um homem também chora" e chorou. Nós não somos de ferro nem somos deuses para resistirmos, de forma absolutamente controlada, à perda daqueles que amamos.
Todo o comportamento dessa senhora Kate é, no mínimo, estranho. Por isso e ainda que possa não ser culpada directa na morte da criança boa mãe ela não era. Pais que deixam os filhos sozinhos, num país estrangeiro, naquelas circunstâncias não merecem ser pais. Mas estou convicta que não lhes vai acontecer absolutamente nada.
Um abraço

Comentar post

.HOJE.

.links

.arquivos

.mais sobre mim

.posts recentes

. ...

. ...

. Corpo de Carina Ferreira ...

. CARINA FERREIRA

. Folhetos distribuídos por...

. E o que se tem feito para...

. Mulher de Gonçalo Amaral ...

. ...

. Como é que se enterra um ...

. ...

. Desaparece misteriosament...

. Crónicas

. ...

. Gerry McCann's call home ...

. Kate left kids 3 hours a ...

. Nova legislação feita à m...

. Arquivado processo de abu...

. WE NEVER GOT HELP LIKE TH...

. British police attack Por...

. Refrescando as ideias... ...

. Casal McCann pronto para ...

. Uma entrevista decapitou ...

. Mais um acto da prepotênc...

. UE: Ministros da Justiça ...

. MEU LOUVOR A GONÇALO AMAR...

. Sky Special: Did The McCa...

. Associação já tem mais de...

. Photo Girl 'Not Missing M...

. "SERÁ QUE DEUS EXISTE?"

. Would an implanted chip h...

. RUI PEREIRA - FAZ HOJE 22...

. Freno al folletín de los ...

. A mãe não deitou uma únic...

. MADELEINE: THE MISSING SE...

. Código Ambar Cancelado

. Código Ambar Emitido Hoje

. Rail Death Teen's Mother ...

. Dono da Virgin oferece 15...

. Olegário queixava-se de f...

. Ylenia

. Psicólogos dizem que perf...

. A ESTRANGEIRA

. José Cabrera Forneiro, es...

. RETRATO DA FAMILIA McCANN

. A opinião de cientistas ...

. COMUNICADO DA PGR / Madel...

. PJ acredita que Kate mato...

. Caso Maddie na imprensa m...

. Perplexidades

. Críticas à PJ -

blogs SAPO